C30

Desafio da tripulação do Caballo Loco é manter a liderança da Classe C30 no Circuito Ilhabela

Timoneiro e tático do barco do litoral norte paulista, Juninho de Jesus utiliza sua experiência para "decifrar" as raias do Canal de São Sebastião na Copa Mitsubishi

17.03.2022  |  713 visualizações

São Paulo (SP) – O Cabollo Loco iniciou a temporada de vela oceânica em Ilhabela defendendo com eficiência o bicampeonato da Copa Mitsubishi. Foram três vitórias em três regatas no primeiro fim de semana (12 e 13/3) da primeira etapa de 2022. Na ausência do comandante Mauro Dottori, o barco que também é bicampeão brasileiro da Classe C30, teve no leme o experiente velejador ilhabelense Juninho de Jesus, que ainda acumulou a função de tático.

Apesar do equilíbrio característico da C30, o Caballo Loco superou três vezes os rivais Kaikias Via Itália, Loyalty, Kairós e Caiçara. No início de fevereiro, em Florianópolis, o barco de Ubatuba/Ilhabela foi o segundo colocado no Circuito de Santa Catarina, atrás apenas da tripulação local do Katana Portobello. A competição valeu como primeira etapa do Brasileiro da classe, a ser concluído em julho, na Semana de Vela de Ilhabela.

Grato pelas três vitórias iniciais, Juninho, exímio conhecedor das raias de Ilhabela, reconheceu os méritos da tripulação. “Em primeiro lugar, quero agradecer ao Binho, Mateus e Caio, porque no fim de semana tivemos três ausências importantes, inclusive do comandante Mauro, e eles mantiveram o nível da equipe. Na regata de sábado, com pouco vento e muita correnteza, só ultrapassamos o Kaikias no último terço e tivemos de marcá-lo até o fim para vencermos no popa”.  

As dificuldades impostas pelo vento sul fraco, persistiram no dia seguinte. “No domingo teve um pouco mais de vento, mas a correnteza se manteve. O ponto mais importante nas duas vitórias foi a largada. Saímos na frente em ambas as regatas, o que facilitou nosso trabalho ao longo do trajeto, mas é sempre difícil vencer na C30, uma classe muito parelha com tripulações experientes”, analisou Juninho.

Treinar para manter dianteira - Para o fim de semana decisivo da primeira etapa (19 e 20/3), a expectativa fica para o retorno do comandante. “Com os treinos de sexta-feira e a volta do Mauro, vamos ajustar a tripulação, aprimorar as manobras e, se possível, brigar por mais vitórias na etapa. Os pontos do início do ano serão importantes no fim do campeonato, e ainda teremos pela frente Semana de Vela e Campeonato Brasileiro. É necessário evoluir”, alertou o tático do Caballo Loco.

Mário Sérgio de Jesus Júnior, o Juninho, 37 anos, é um velejador completo de classes oceânicas e monotipos. Em 2021 conquistou a medalha de bronze no Sul-Americano de Star ao lado de Guilherme de Almeida e integrou a equipe brasileira vice-campeã do evento teste da SSL Gold Cup em barcos de 47 pés, na Suíça. Acumula vários títulos na Classe Snipe, além de campeão brasileiro de HPE 25, entre outras conquistas.  

Para este fim de semana, o site muitobonsventos.com.br prevê novamente ventos de fraca intensidade, entre 6 e 10 nós, na direção nordeste no sábado (19), o que deverá levar as regatas para o norte de Ilhabela, e de sul no domingo (20), com as provas possivelmente no centro do Canal de São Sebastião, com probabilidade de chuva. Na entrada da frente fria, a previsão é de vento sueste acima de 30 nós (60 km/h) entre fim de tarde e início de noite de domingo.           

Classe C30 na Copa Mitsubishi 2022 (3 regatas)

1 - Caballo Loco (Mauro Dottori): 1+1+1 = 3 pp  

2 - Kaikias Via Itália (Eduardo Mangabeira): 2+3+2 = 7 pp

3 - Loyalty (Alexandre Leal): 3+2+4 = 9 pp

4 - Kairós (Alessandro Penido): 4+5+3 = 12 pp

5 - Caiçara (Marcos de Oliveira Cesar): 3+4+5 = 12 pp   

 

Ary Pereira Jr - ary70jr@hotmail.com
MTb: 23.297 / (11) 9.8937-2845 
  

 

 

  • Juninho de Jesus
    (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

  • Caballo Loco
    (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

  • Kaikias Via Itália
    (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

  • Loyalty
    (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

  • Kairós
    (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

  • Caiçara
    (Aline Bassi / Balaio de Ideias)

Leia também...

25.05.2022

Classe C30 é destaque no warm up para Semana de Vela de Ilhabela

Barcos disputam a segunda etapa da 22ª Copa Mitsubishi nos dois próximos finais de semana; liderança na C30 é do Caballo Loco

21.03.2022

Caballo Loco domina regatas da Classe C30 e ganha etapa de abertura do Circuito Ilhabela

Barco de Ubatuba venceu as cinco regatas que disputou e saiu na frente na competitiva Classe C30 pela Copa Mitsubishi

10.03.2022

Retorno do Caiçara é atração da Classe C30 na vela oceânica em Ilhabela

Barco tetracampeão da Circuito Ilhabela de Vela Oceânica, atual Copa Mitsubishi, retorna à raia neste sábado, após dois anos de ausência

07.02.2022

Com velejadores olímpicos Katana Portobello é campeão da Classe C30 no Circuito Santa Catarina

Barco do Veleiros da Ilha (ICSC) venceu quatro das nove regatas na Raia de Jurerê; circuito correspondeu à primeira etapa do Brasileiro de C30

Entre em contato