C30

Com velejadores olímpicos Katana Portobello é campeão da Classe C30 no Circuito Santa Catarina

Barco do Veleiros da Ilha (ICSC) venceu quatro das nove regatas na Raia de Jurerê; circuito correspondeu à primeira etapa do Brasileiro de C30

07.02.2022  |  1.066 visualizações

São Paulo (SP) – O Katana Portobello, de Florianópolis, contou com o talento dos velejadores olímpicos Bruno Fontes (Pequim e Londres) e André Fonseca, o Bochecha (Sydney, Atenas e Pequim), para conquistar a Classe C30 no Circuito Oceânico Ilha de Santa Catarina, encerrado neste fim de semana na Sede Jurerê do Iate Clube de Santa Catarina (ICSC), válido também pela primeira etapa do Brasileiro de C30. Além da mais numerosa, ao lado da BRA-RGS, a Classe C30 se mostrou a mais competitiva entre os mais de 50 barcos inscritos.  

A tripulação do comandante Cesar Gomes Neto venceu quatro das nove regatas disputadas ao longo da semana sob condições ideias de vento com média de 15 nós, cerca de 30 km/h. O barco de casco azul marinho, campeão brasileiro da C30 em 2017, somou 16 pontos perdidos, dois a menos do que o vice-campeão Caballo Loco, de Ubatuba, que buscava o terceiro título consecutivo em Florianópolis.   

Loyalty, de Porto Alegre, ficou com as medalhas de bronze, seguido por Kaikias Via Itália, de Ilhabela; Zeus Team, de Florianópolis e Kairós, de Ilhabela. A segunda e decisiva etapa do Campeonato Brasileiro de C30, que tem o Caballo Loco como atual bicampeão, será na Semana de Vela de Ilhabela, em julho. Antes, porém, a classe correrá a primeira etapa da Copa Mitsubishi em 12,13, 19 e 20 de março, em Ilhabela.

Assim como o velejador olímpico André Fonseca, o tático do Katana Portobello, Bruno Fontes, vice-campeão dos Jogos Pan-Americanos de 2019 na Classe Laser, em Lima, fez a diferença a bordo. “As regatas da Classe C30 tiveram nível técnico altíssimo. As condições foram épicas, com o vento de médio a forte em todos os dias. As duas regatas longas beneficiaram nossa tripulação. Velejei no Katana pela segunda vez com o Bochecha e fomos muito felizes comandados pelo Cesinha”, enalteceu Bruno Fontes.

Retorno com pódio - O Loyalty, do Veleiros do Sul, de Porto Alegre, retornou à C30 após um ano correndo em outras classes e se garantiu no pódio. “A competição foi muito bem organizada e teve bastante briga na raia, mas com respeito e fair play entre os velejadores da classe. Nossa equipe está bem entrosada, mas precisamos treinar mais para tentarmos chegar junto a Katana e Caballo Loco em Ilhabela. É sempre um prazer velejar em Florianópolis, ainda mais com sol, como foi essa semana”, elogiou o comandante do Loyalty, Alexandre Leal.   

A tripulação do Kairós estreou na Classe C30 em 2021, evoluindo a cada regata nos campeonatos de Ilhabela e correu pela primeira vez em Santa Catarina. “O evento foi espetacular, com dias maravilhosos de sol e vento. O circuito superou as expectativas. Parabéns ao ICSC e à Classe C30 pela organização. Para nós foi uma experiência rica em aprendizado”, considerou o comandante do Kairós, Alessandro Penido.

“O nível das equipes é elevado e sabemos que há um longo caminho, mas estamos progredindo. O importante é que nos divertimos tanto na raia quanto na confraternização com os amigos na Sede Jurerê do Veleiros da Ilha após as regatas. E ainda aproveitamos a gastronomia local. Foi sensacional”, exclamou Penido.

      

Classe C30 no Circuito de Santa Catarina (9 regatas e 1 descarte)

 

1 - Katana Portobello (Cesar Gomes Neto): 1+2+2+3+1+1+1+5+(6) = 16 pp

2 – Caballo Loco (Mauro Dottori): 2+1+1+1+3+(7)+3+4+3 = 18 pp

3 – Loyalty (Alexandre Leal): 3+3+(4)+4+2+2+2+3+1 = 20 pp

4 – Kaikias Via Itália (Eduardo Mangabeira): 5+4+5+2+5+(7)+4+2+2 = 29 pp

5 – Zeus (Inácio Vandresen): 4+(6)+3+5+4+3+6+1+4 = 30 pp

6 – Kairós (Alessandro Penido): 6+5+6+6+(7)+4+5+6+5 = 43 pp

 

Os campeões brasileiros da Classe C30     

2012 – Loyal – 06 (Marcelo Massa) - Grêmio de Vela Ilhabela (GVI)   

2013 - Loyal – 06 (Marcelo Massa) - GVI   

2014 - Loyal – 06 (Marcelo Massa) - GVI   

2015 - Loyal – 06 (Marcelo Massa) - GVI   

2016 – Zeus Team – 08 (Inácio Vandresen) – Iate Clube S. Catarina (ICSC)

2017 – Katana Portobello - 07 (Cesar Gomes Neto) – ICSC  

2018 - Caiçara UV.Line – 09 (Pablo Lynn) – Pindá Iate Clube (Ilhabela - PIC) 

2019 - Kaikias Via Itália - 03 (Eduardo Mangabeira) - Yacht Club Ilhabela  

2020 - Caballo Loco - 01 (Mauro Dottori) - Ubatuba Iate Clube (UIC) 

2021 - Caballo Loco - 01 (Mauro Dottori) - UIC 

 

Ary Pereira Jr - ary70jr@hotmail.com
MTb: 23.297 / (11) 9 9275-7044
  

 

  • Katana Portobello
    (Heusi Action / Veleiros da Ilha)

  • Bruno Fontes e o comandante Cesar Gomes Neto
    (Heusi Action / Veleiros da Ilha)

  • Caballo Loco
    (Heusi Action / Veleiros da Ilha)

  • Loyalty
    (DivulgHeusi Action / Veleiros da Ilha)

  • Kaikias Via Itália
    (Heusi Action / Veleiros da Ilha)

  • Zeus Team
    (Heusi Action / Veleiros da Ilha)

  • Kairós: estreia em Jurerê
    (Heusi Action / Veleiros da Ilha)

  • Largada da Classe C30
    (Heusi Action / Veleiros da Ilha)

Leia também...

25.05.2022

Classe C30 é destaque no warm up para Semana de Vela de Ilhabela

Barcos disputam a segunda etapa da 22ª Copa Mitsubishi nos dois próximos finais de semana; liderança na C30 é do Caballo Loco

21.03.2022

Caballo Loco domina regatas da Classe C30 e ganha etapa de abertura do Circuito Ilhabela

Barco de Ubatuba venceu as cinco regatas que disputou e saiu na frente na competitiva Classe C30 pela Copa Mitsubishi

17.03.2022

Desafio da tripulação do Caballo Loco é manter a liderança da Classe C30 no Circuito Ilhabela

Timoneiro e tático do barco do litoral norte paulista, Juninho de Jesus utiliza sua experiência para "decifrar" as raias do Canal de São Sebastião na Copa Mitsubishi

10.03.2022

Retorno do Caiçara é atração da Classe C30 na vela oceânica em Ilhabela

Barco tetracampeão da Circuito Ilhabela de Vela Oceânica, atual Copa Mitsubishi, retorna à raia neste sábado, após dois anos de ausência

Entre em contato